Revista Galaxy: Resenha "Os adoráveis"

17 novembro 2014

Resenha "Os adoráveis"

Sinopse:


Jeane é blogueira. Seu blog, o Adorkable, é um blog de estilo de vida — na verdade, o estilo de vida dela — e já ganhou até prêmios na categoria “Melhor Blog sobre Estilo de Vida” pelo e Guardian e um Bloggie Award. Adora balas Haribo, moda (a que ela cria, comprando em brechós) e colorir (ou descolorir totalmente) os cabelos. Cheia de personalidade e meio volúvel, ainda assim Jeane é bacana — mesmo nos momentos em que se transforma numa insuportável. Mas, certamente, ela não olharia duas vezes para Michael. Porque Michael é o oposto de Jeane. Ele é o tipo de cara que namoraria a garota mais bonita da escola. E compra suas roupas na Hollister, na Jack Wills e na Abercrombie. Além disso, diferente de Jeane, que é autossuficiente, Michael é completamente dependente do pai, o Clínico Geral que condena açúcar, e ainda permite que sua mãe compre suas roupas! (Embora, para Jeane, o pior mesmo sobre Michael é que ele baixa música da internet e nunca paga por isso). Jeane e Michael têm pouco em comum, além de algumas aulas e uma maçante dupla de “ex” — Scarlett e Barney. Mas, apesar disso, eles não conseguem se desgrudar desde que ¬ ficaram pela primeira vez.


Jeane é o tipo de garota excluída na escola e seu único amigo é seu namorado. Entretanto, na internet, ela é referência para muitas pessoas. Seu blog chamado Adorkable está entre os mais acessados, ela tem muitos seguidores no twitter e seus assuntos são muito variados.
Michael, um menino que ela odeia, e que ele odeia ela, a faz prestar atenção em como o namorado dela e a namorada dele estão de "conversinha e sorrisinhos".
No decorrer da estória acaba sendo inevitável não torcer para que Michael e Jeane fiquem juntos logo, e o bom -ótimo- desse livro é que ele não cai no cliché dos relacionamentos. Michael é popular e Jeane é a estranha.
Aos poucos Jeane vê sua vida mudar. Ela não é mais tão feliz como antes, e sua adorkabilidade não é mais o que ela mais deseja na vida. Aparecem cada vez mais dúvidas em sua vida, e ela sente que tiraram o chão debaixo de seus pés. E quem vai ajudar ela a se reconstruir? Michael.

Gostei do estilo do livro, apesar de ter esperado mais. Mas é uma leitura gostosa e fácil!

Já leram esse livro? O que acharam dele?

5 comentários :

  1. Pareceu me meio clichê assim sabe, por causa da menina "excluída" ficar com o bonitão, e isso geralmente não acontece :p..Pela capa me parecia outro assunto completamente diferente, mas eu leria sim, ainda mais para descontrair, não é meu tipo favorito de gênero, mas se tiver humor e romance estou dentro :)
    Beijos Amanda e até mais o/.
    ThaynáQ.

    http://leituras-insanas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Já tinha lido algumas resenhas negativas que me fizeram ficar com medo e diminuir a expectativa, mas como confio no seu gosto, sei que irei curtir a leitura, e vou passar na frente da fila.

    ResponderExcluir
  3. Oi! Li este livro a pouco tempo e também gostei muito. É muito legal acompanhar como esses dois, que não têm nada a ver um com o outro, acabam se gostando. A estória é bem divertida. Adorei a resenha. :)
    beijos

    ResponderExcluir
  4. É bem aquele tipo de livro levinho que pegamos quando não queremos nada tão profundo assim. O que achei legal nele foi essa abordagem da vida dos blogueiros.

    Bjs!
    =]

    vsg_caue@hotmail.com

    ResponderExcluir
  5. Parece ser um livro meio bobinho, mas que é legal quando se procura uma leitura rápida ou para curar uma ressaca literária.
    Eu sou acostumada desde sempre com o rótulo de nerd e estranha, dai o interesse em me ver retratada, de certa forma, nas páginas de um livro.

    ResponderExcluir